Adolescente com síndrome de Down salva a vida a duas meninas

Quando vai à praia, provavelmente fica de olho nos seus filhos. Mas é apenas uma questão de segundos para a corrente tirar uma pessoa de terra firme.

Quando uma mãe viu a sua filha de 10 anos a ser levada pelas ondas perto da praia de Sabaudia, em Itália, ela entrou em pânico. Felizmente, um adolescente viu toda a cena e foi capaz de reagir rapidamente.

Valerio Catoia, um adolescente de 17 anos com síndrome de Down, viu a menina de 10 anos e outra menina de 14 anos serem levadas pela corrente. Elas gritaram por socorro e Valerio não esperou nem um segundo para ajudá-las.

Valerio e o pai saltaram à água e foram até às duas meninas. O pai ajudou a menina de 14 anos e Valerio foi resgatar a menina de 10 anos.

Normalmente, não é recomendado que as pessoas tentem ser heróis em tais situações. É muito perigoso ser levado pelas ondas, por isso é melhor deixar os salva-vidas fazê-lo. Mas Valerio nada desde os três anos de idade e até competiu na esperança de ir aos Jogos Paralímpicos. Além disso, Valerio havia recebido treino em primeiros socorros. Ele sabia o que fazer e como reagir nessa emergência.

Quando Valerio trouxe a menina de 10 anos sã e salva na praia, a mãe pegou a filha nos seus braços. Ela nunca agradeceu a Valerio. Mas o ato de heroísmo do jovem adolescente Síndrome de Down não passou despercebido.

O ex-primeiro ministro Matteo Renzi disse que a Itália como um todo está orgulhosa do que o adolescente fez. O ministro do desporto do país até premiou Valerio com o prêmio “Campeão da Solidariedade Italiana” e uma medalha e placa comemorativa.



Talvez seja do seu interesse...