Amputadas pernas ao soldado português acidentado na República Centro-Africana

O militar português que sofreu um acidente de viação grave na República Centro Africana foi submetido a uma amputação dos dois membros inferiores, revela o Estado-Maior-General das Forças Armadas.

No acidente, o soldado Comando sofreu um traumatismo craniano sem perda de conhecimento e traumatismo grave dos membros inferiores, tendo sido transferido de helicóptero para o hospital militar das Nações Unidas, em Bangui, onde foi operado de urgência, para “controlo de danos”, revela um comunicado.

Durante a cirurgia, foi “verificada a necessidade e efetuada uma amputação bilateral dos membros inferiores”. O militar foi depois transportado para Portugal num Falcon, tendo dado entrada, esta sexta-feira, “no serviço de urgência do Hospital das Forças Armadas, em Lisboa”, pelas 14.45 horas.

O Exército revela que o militar estava consciente e colaborante à chegada a Lisboa, estando a ser avaliando por uma equipa multidisciplinar no hospital, com um prognóstico favorável. O militar e a família estão a receber apoio de psicólogos militares.



Talvez seja do seu interesse...