António Marques foi diagnosticado com cancro do pulmão e perdeu a vida antes de começar a fazer quimioterapia

Homem batalhava contra doença grave e mortal, no entanto, foi obrigado a esperar por um exame mais tempo do que o recomendado.

Em Portugal, há doentes com cancro que não são tratados por uma questão de dinheiro.

António Marques, diagnosticado em janeiro com cancro do pulmão, perdeu a vida sem começar a fazer o tratamento de quimioterapia.

O homem de 61 anos lutava contra uma doença grave e mortal, mas viu-se obrigado a esperar por um exame sete vezes mais tempo do que o habitualmente recomendado.

Este caso aconteceu no início deste ano no Hospital de Portimão. A mulher do paciente sente que a forma como o marido foi tratado impediu que a família pudesse despedir-se dele de uma forma digna.

O Investigação do Correio da Manhã sabe que este não é um caso isolado e há mais doentes que já passaram pelo mesmo pesadelo que deixa de rastos também as famílias.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...