Ministério Público arquiva processo do desvio de donativos em Pedrógão Grande

Presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, afirma não estar surpreendido com a decisão do Ministério Público.

Valdemar Alves, o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, confirmou esta quarta-feira ter sido notificado da decisão de arquivamento do processo de desvio de donativos, após os incêndios que abalaram a região a 17 de junho de 2017.

O autarca admitiu que não ficou surpreso com a decisão do Ministério Público e que a investigação levada a cabo repôs a verdade sobre o caso.

“Estou aliviado com a decisão. Só tenho arranjado problemas para a minha saúde. Em 2013, já reformado, vim para aqui armado em parvo para fazer um favor ao antigo presidente da Câmara, uma vez que não havia ninguém que o substituísse e ele tinha de sair, e só arranjei problemas para a minha vida. Com a minha experiência de vida, aguento bem isto, mas para a minha família, sobretudo a minha mulher, tem sido muito difícil”, revelou Valdemar Alves.

Todo o dinheiro doado à Câmara está na conta solidária, afirmou o Ministério Público.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...