As duas vítimas da avioneta que se despenhou em Leiria

Ocupantes faziam voo de treino rotineiro quando o motor da aeronave terá falhado.

Um ultraleve caiu a pique quando fazia um rotineiro voo de treino, este domingo, nas imediações do aeródromo José Ferrinho, em Leiria.

O acidente aconteceu às 16:45 e vitimou o piloto, Manuel Santiago, empresário da cerâmica, de 67 anos, e o instruendo, Nelson Machado, de 41, que deixa a esposa e uma filha de oito anos.

As vítimas estariam a fazer testes de descolagem e aterragem.

Voavam pelas imediações do aeródromo quando aconteceu o acidente e se despenharam. Testemunhas viram a aeronave cair a pique, ouviram um barulho e depois fumo denso e negro a sair perto da pista do aeródromo.

O ultraleve era um Bristell NG5 com sete anos. O instruendo estaria para comprar a aeronave e andava a testá-la. O piloto era uma “pessoa com muita experiência e responsabilidade”.

Uma equipa de investigadores esteve já ontem no terreno, incluindo a Polícia Judiciária. Terá havido falha mecânica ou erro humano.



Talvez seja do seu interesse...