Ataque terrorista tira a vida a 49 pessoas na Nova Zelândia

Pelo menos 49 perderam a vida e 40 ficaram feridas nos tiroteios que ocorreram esta sexta-feira, em duas mesquitas da cidade de Christchurch, na Nova Zelândia.

Dois indivíduos entraram nos edifícios e abriram fogo. Um dos atiradores, um cidadão australiano de 28 anos, filmou e transmitiu em direto o massacre.

Horas após as ocorrência, a polícia local informou que três homens e uma mulher foram detidos. Pelo menos um deles é de nacionalidade australiana. Não está descartado que outros envolvidos estejam foragidos. Todas as mesquitas da Nova Zelândia foram fechadas por tempo indeterminado durante as buscas.

A primeira-ministra neozelandesa diz que a situação não tem precedentes no país e que “é claro que este momento só pode ser descrito como um ataque terrorista”.

Jacinda Ardern adianta que pelas informações já recolhidas, o ataque foi “bastante planeado”. Cerca de quatro pessoas foram detidas – 3 deles mantêm-se sob custódia policial. Foram ainda detetados dois engenhos explosivos nos automóveis dos dois atiradores que já estão neutralizados, garantiu ainda a chefe do executivo da Nova Zelândia.

O perímetro das duas mesquitas foi isolado. Em conferência de imprensa, o chefe da polícia neo-zelandesa garantiu que tudo está a ser feito para controlar a situação. Foi pedido a todas as mesquitas do país que fechassem as portas até indicação em contrário.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...