Ator da série dos Morangos perseguiu professora de dança durante 15 anos

O Correio da Manhã realizou uma investigação, que lançou esta terça-feira, onde revelou as histórias de perseguidores que transformaram a vida dos perseguidos num autêntico inferno.

Hélio Pestana, um dos atores principais dos Morangos com Açúcar, série juvenil da TVI, perseguiu durante 15 anos uma professora de dança e acabou por ser internado compulsivamente.

“Ana”, nome fictício para proteger a vítima, teve que ser obrigada a mudar de trabalho e a alterar as rotinas para proteger a sua vida e a vida dos próprios filhos menores.

O caso subiu de tom quando chegaram as ameaças de morte. “Ana” apresentou queixa mas nada travava o ator.

No interrogatório de Hélio na PJ, em 2017, conclui-se que Hélio “Não tem qualquer inteção de lhe fazer mal, mas que vai definhando quando está longe de “Ana”, teve um desgosto quando soube que “Ana” tinha filhos porque já não poderiam ser um casal exemplar.

“É tudo uma ilusão devido à doença metal que possuí”.

A CMTV teve acesso a todo o processo e faz agora a reconstituição desta perseguição obsessiva do ex-ator dos Morangos com Açúcar.



Talvez seja do seu interesse...