Atualização: Autoridades colocam hipótese de Julen não estar no poço

O menino Julen já está desaparecido há mais de 48 horas, e com o avançar do tempo, chegam novas hipóteses colocadas pelas autoridades.

O Guardia Civil avançou agora que não há qualquer evidência de que Julen ainda esteja no fundo do poço. Bernardo Moltó, porta-voz do Instituto Armado, afirmou que “Não estamos convencidos de nada. Estamos a tentar saber o que há dentro do buraco”.

Para José Rocío, pai da criança, os esforços não são suficientes, “não estão a fazer nada de nada, que há 30 horas que um menino está dentro de um poço”. “Estamos a morrer!” criticou o pai em desespero.

“Sei que estão a trabalhar sem parar, mas as regiões pobres não têm meios. Só têm umas cordas”

No terreno juntou-se a empresa da equipa de resgate que em 2010 conseguiu localizar os 33 mineiros presos no Chile.

Segundo foi adiantado pela Junta daquela região, este poço, que fica muito próximo do dólmen do Cerro de la Corona, local turístico também conhecido como Tumba del Moro, na Andaluzia, não estava registado com autorização.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...