Bebé de 10 meses morre após médico se ter esquecido de vírgula ao passar receita

Um bebé de 10 meses perdeu a vida no passado domingo por sobredosagem de medicação, no Hospital Público de de Santo António do Içá, no Brasil.

Henzo Elias, um bebé com apenas 10 meses de vida, terá chegado ao hospital com febre e vómitos, acabando por ficar internado no mesmo. O médico que atendeu o bebé receitou-lhe dipirona e 25 miligramas de prometazina, substância frequentemente utilizada em medicamentos para o combate de reações alérgicas.

O médico terá passado um medicamento ao bebé com uma dosagem 10 vezes superior à indicada. Ao tomar a medicação, a saúde do bebé piorou e, poucos dias depois, o pai foi chamado pelo médico ao seu gabinete. O profissional de saúde ter-se-á apercebido do erro que cometeu na passagem da receita médica e, à frente do pai da criança, acresceu a virgula que faltava entre o 2 e o 5 na dosagem.

“Depois de dois dias o estado de saúde do meu filho piorou bastante. O médico chamou-me em particular e pediu-me que lhe mostrasse a receita. Mostrei-lhe a cópia e ele acrescentou uma vírgula entre o 2 e o 5. Disse «errei aqui». Fiquei a pensar «será que ele quis apagar a prova?»”, denunciou o pai do bebé.

O bebé foi transferido para o Hospital do Exército na quarta-feira passada, mas não resistiu e acabou por falecer. Na certidão de óbito do bebé consta que a causa de morte foi de uma hemorragia cerebral.

Além do erro que tirou uma vida, o médico também não está registado no Conselho Regional de Medicina.

O Ministério Público do Amazonas já está a investigar o caso. O médico poderá ser acusado de crime de homicídio por negligência médica e exercício ilegal da medicina.

Comentários

You may also like...