Mãe mata o seu bebé, fazendo-a beber vodka porque queria festejar em paz

Uma mulher está a ser investigada pela polícia após recusar hospitalizar o seu bebé de oito meses, e ter dado vodka para adormecer de maneira a que ela pudesse ir a festas.

A mãe, Nadezhda Yarych deu ao seu filho vodka para que ele adormecesse e não a incomodasse durante as festas na cidade de Shebekino, região de Belgorod Oblast, na Rússia Ocidental.

Segundo relatos, o filho, Zakhar, adoeceu e a mãe levou-o para um hospital local várias vezes.

Os médicos procuraram no bebé alguma infecão viral e sugeriram que fosse hospitalizado, no entanto, a mãe, recusou-se, dizendo que preferia tratar da criança em casa.

Nadezhda terá levado o seu filho ao hospital quatro vezes na mesma semana, e recusou-se a hospitalizá-lo todas as vezes.

Fontes próximas da família disseram à comunicação social local que Yarych se recusou a hospitalizá-la, pois ela não queria passar as celebrações do período de férias no hospital com o filho.

De acordo com as fontes, Yarych deu várias vezes vodka ao bebé para fazê-lo dormir durante a semana, de maneira a que ela pudesse celebrar.

No dia 5 de janeiro, a criança perdeu a vida e, após efetuada a autópsia, concluiu-se que a criança terá falecido por causa de uma infecção viral.

A polícia começou a investigar a mãe e o seu marido Mikhail Yarych, que é o padrasto do bebé e supostamente estava ciente da situação, mas não fez nada para ajudar a criança.

A polícia ainda não comentou o caso. A investigação está em andamento e nenhum dos pais foi preso até ao momento.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...