Bombeiros que combateram fogo em Monchique passaram fome

A alimentação de muitos dos operacionais que estiveram no terreno a combater as chamas com muito esforço chegou a ser “dois pães com manteiga, uma barra de cereais e uma garrafa de água” e pouco mais.

A Associação de Proteção e Socorro denunciou a carência de alimentos que os bombeiros têm durante o combate aos grandes incêndios que duram dias. “Os bombeiros nos incêndios comem pior que os sem-abrigo”, afirmou a mesma associação.

A alimentação dos bombeiros durante o incêndio de Monchique que durou vários dias, chegou a ser  “dois pães com manteiga, uma barra de cereais, uma garrafa de água, uma bebida energética e uma maçã”. Isto quando, por exemplo, “a comunidade de sem-abrigos de Lisboa ou Porto recebe diariamente refeições quentes”.

Em declarações ao Correio da Manhã, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), garantiu que “o apoio logístico ao teatro de operações do incêndio em Monchique funcionou de forma correta”.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...