Jovem de 24 anos anos perdeu o bebé às 40 semanas de gestação, durante o passado sábado, na unidade hospitalar de Aveiro.

Thayná Ferreira ainda se encontra internada no hospital de Aveiro a recuperar de uma pneumonia, que esteve na origem da sua ida às urgências daquela unidade hospitalar. Está ainda a receber ajuda psicológica.

A jovem, que perdeu a bebé, às 40 semanas de gestação, a poucos dias antes da criança nascer, continua revoltada com os profissionais de saúde e acusa-os de negligência.

“Carreguei a minha filha nove meses, para chegar aqui e eles a deixarem morrer por causa de uma cesariana? Ia fazer-lhes falta no bolso, só pode”, afirma, com bastante revolta, a jovem de 24 anos.

O hospital justifica que os problemas respiratórios que a mulher apresentava não permitiam a indução do parte e que só depois do tratamento à doença aguda, poderia ser realizada uma cesariana.

Frederico Cerveira, diretor clínico do Hospital de Aveiro, alega que primeiro se tentou salvar a vida da mãe.