Custódia de filho de viúva Rosa atribuída à irmã de Luís Grilo

O juiz decidiu atribuir esta quarta-feira a custódia do filho de 13 anos de Rosa Grilo à tia paterna, ou seja, à irmã de Luís Grilo. A medida foi conhecida depois da viúva ter saído do tribunal de Vila Franca de Xira para regressar à cadeia de Tires.

Nesta audiência foram também ouvidos a psicóloga e o pedopsiquiatra que têm acompanhado o filho. A criança de 13 anos estará a sofrer de depressão devido a todos os acontecimentos relacionados com o assassinato do seu pai.

Os familiares de Luís Grilo pediam para ficar com a custódia da criança. O próprio Ministério Público pediu que a tia ficasse como cuidadora do menor.

A própria criança, Renato, de 13 anos, terá dito em primeira audiência que preferia ficar a viver com a tia paterna. Por outro lado, Rosa Grilo queria que o menino ficasse ao abrigo dos avós maternos.

Rosa Grilo continua em preventiva, acusada de três crimes entre eles homicídio qualificado e profanação de cadáver.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...