“É a sua forma de educar…” mãe defende namorado que tirou a vida ao filho dela

O namorado da mãe de Aaron Galvéz tirou a vida ao seu filho. Em tribunal, a mãe defendeu o namorado, dizendo que a criança era “mal comportada” e que esta era “a forma de educar” do namorado.

O namorado, revelou como tirou a vida à criança, “Fui acordá-lo e ele tinha feito xixi na cama. Disse-lhe que não o deveria ter feito e fui buscar o leite. Quando voltei, ele tinha voltado a fazer xixi. Dei-lhe palmadas no rabo e depois perdi a cabeça e asfixiei-o.”

As autoridades espanholas acusam o homem de 25 anos de estrangular o filho da companheira a 17 de setembro do ano passado.

Após a agressão, o bebé terá sido levado para o hospital com a ajuda de uma vizinha. Quando la chegou, já estava inconsciente e apresentava vários hematomas no corpo, e os médicos não conseguiram fazer nada para reverter a situação, tendo o óbito sido declarado pouco depois.

O homem admitiu ter agredido noutras ocasiões, “Bati outras vezes nele, mas com menos intensidade” e afirmou que a mãe “não sabia educar a criança”, e que “esta é minha forma de educar”.

Contou ainda que não o agredia diariamente, apenas quando fazia algo de errado, e o facto de ter urinado na cama fazia com que merecesse uma punição física.

A mãe tentou ainda defender o namorado: “Aaron era uma criança mal comportada e o meu namorado era incapaz de o magoar. Ele amava-o muito. Não tratem José como um agressor, ele é boa pessoa. Esta é a sua forma de educar e cada um tem a sua”.

A investigação da polícia e do tribunal concluiu que o menino perdeu a vida por estrangulamento.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...