Estagiários da NASA descobrem “Super Terra” com possível vida

Com recurso aos dados do telescópio espacial Kepler da NASA, dois estagiários da NASA e uma equipa de astrónomos amadores encontraram uma nova “super-terra”.

Com aproximadamente duas vezes o tamanho da Terra, e conhecido como K2-288Bb, o novo mundo está localizado dentro da zona habitável da sua estrela, aumentando as esperanças de que possa conter vida nela.

Está a 226 anos-luz de distância, na constelação de Touro, e pode ser rochoso ou um planeta rico em gás, semelhante a Neptuno, segundo a NASA.

O seu tamanho é raro entre os exoplanetas – planetas além do nosso sistema solar.

“É uma descoberta fantástica devido à forma como foi feita, devido à sua órbita temperada e porque planetas deste tamanho parecem ser relativamente incomuns”, disse Adina Feinstein, estudante de pós-graduação da Universidade de Chicago, que também é a principal autora de um artigo onde descreve o novo planeta que foi aceite para publicação pelo The Astronomical Journal.

O planeta está num sistema estelar conhecido como K2-288, que contém um par de estrelas fracas e frias separadas por cerca de 8,2 mil milhões de quilómetros – cerca de seis vezes a distância entre Saturno e o Sol.

A estrela mais brilhante tem cerca de metade da massa do Sol e a sua massa é cerca de um terço da massa e do tamanho do Sol, segundo a NASA.

O novo planeta, K2-288Bb, orbita a estrela menor e mais fraca a cada 31,3 dias.

A descoberta foi feita quando, em 2017, Feinstein e Makennah Bristow, um estudante de graduação da Universidade da Carolina do Norte em Asheville, trabalharam como estagiários com Joshua Schlieder, um astrofísico do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA em Greenbelt, Maryland.

Eles procuraram dados do Kepler em busca de evidências de trânsitos, o escurecimento regular de uma estrela quando um planeta em órbita se move através da face da estrela.

Examinando os dados da quarta campanha de observação da missão K2 do Kepler, a equipa notou dois prováveis ​​trânsitos planetários no sistema.

Talvez seja do seu interesse...