Família do pequeno Nico, de 6 meses, procura doador

Uma família de Paradas, próximo da cidade de Sevilha, Espanha, procura um doador de medula compatível para um transplante que o pequeno Nico Lara precisa.

Nico Lara o menor com apenas 6 meses de idade, foi teve leucemia linfoblástica aguda há dois meses. Os profissionais de saúde acreditam que enfrentar essas doenças ajuda a aumentar as doações, e a consciencializar a sociedade.

De acordo com os avanços aionsur.com, a família iniciou a sua campanha através das redes sociais, quando a criança estava perto de iniciar o seu segundo ciclo de quimio. Nico é o segundo filho de José Manuel e Ana, um casal recém chegado a Melilla.

A família explica que Nico havia passado recentemente por uma bronquite, mas não terminou bem. Depois de voltar a tomar o médico, este em princípio “não viu nada de estranho”. Contudo a criança continuava a piorar a cada dia e voltou a apresentar sinais no corpo.

Depois de fazer uma análise urgente, a família descobriu que a criança tinha leucemia linfoblástica aguda num estado “muito avançado, e muito grave”.

Nico teve que passar 77 dias na UTI do Hospital de Málaga.

Segundo os media locais, os pais já estavam à procura de uma solução e tiveram as suas esperanças depositadas no irmão de Nico, Alejandro , que aos 9 anos de idade passou pelo teste de doação de medula para o irmão, porém não é compatível.

“Agora ele está muito triste porque não pode ajudar o irmão”, contaram os pais.

O objetivo passa agora por apelar à sociedade para encontrar um dador compatível. Para o Dr. José Pérez Bernal, Diretor de Transplantes da Faculdade de Medicina de Sevilha, colocar uma cara deve ajudar para consciencializar a sociedade que mais e mais dos dadores alvos na Rede Mundial de Doadores de Medula Óssea (REDMO) são “mais possibilidades de encontrar um doador geneticamente compatível”.



Talvez seja do seu interesse...