Advogada dos fugitivos do Porto processa agente da PSP que os fotografou durante detenção

Os três criminosos que fugiram do tribunal de Instrução Criminal do Porto vão processar o agente da PSP que lhes tirou fotografias no momento da detenção. 

O autor das imagens, que causaram polémica, capturadas aquando a detenção dos três criminosos detidos em Gondomar, depois de terem fugido do Tribunal de Instrução Criminal do Porto, é um agente da PSP.

O agente  já foi identificado pela Inspeção Geral da Administração Interna e será alvo de um inquérito-crime por violação de segredo de justiça e divulgação de imagens sem autorização, além de ficar sujeito a um processo disciplinar por parte da PSP.

A advogada dos criminosos, Cristina de Carvalho, diz que os mesmos “foram vítimas de vários crimes” e que por isso irão avançar com um processo contra o agente da PSP responsável pela captura e divulgação das imagens da detenção dos mesmos.

Os três homens detidos são suspeitos de vários roubos violentos a pessoas idosas, inclusive são responsáveis pelo internamento hospitalar de um dos idosos e o falecimento de uma outra, devido aos maus tratos provocados às vítimas durante os assaltos às habitações das mesmas.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...