Governo quer criar cheque-dentista para reclusos já em 2019

Ministério da Saúde revelou esta terça-feira que pretende arrancar com a iniciativa já no próximo ano.

Os gabinetes do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, e da secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, estão a estudar a criação de um cheque-dentário específico para reclusos e a prestação de cuidados de medicina dentária nas prisões, que pode arrancar já no próximo ano, disse o Ministério da Saúde em declarações à Lusa.

“Os dois gabinetes estão a estudar uma solução, que pode começar como experiência-piloto no início de 2019, e que passa pela prestação de cuidados de medicina dentária em consultórios dentro dos estabelecimentos prisionais”.

O Ministério da Saúde pretendo assim assegurar “uma cobertura mínima em todo o país no acesso a consultas de medicina dentária no Serviço Nacional de Saúde”.

O cheque-dentista foi lançado em 2008 e já abrangeu 3,3 milhões de pessoas. Atualmente o programa engloba crianças e adolescentes até aos 18 anos que frequentam escolas públicas, idosos, mulheres grávidas, portadores de VIH e doentes com cancro bocal.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...