Grávida desenvolve reação alérgica grave ao próprio bebé

Os especialistas de saúde que seguiram a mulher garantem que nunca tinham visto um caso tão grave.

Summer Bostock, uma mulher de 29 anos, estava grávida de 30 semanas quando, um dia, acordou com uma forte reação alérgica na zona da barriga. Estava à espera do seu primeiro filho e faltava apenas um mês e meio para Izaiah nascer.

A mulher, hoje com 34 anos, recorda numa entrevista que o médico lhe disse que, basicamente, ela era alérgica ao seu próprio bebé. Summer experimentou vários cremes e unguentes, mas nada atenuava a enorme comichão e sofrimento que a reação alérgica estava a provocar. No entanto, as erupções cutâneas continuaram a espalhar-se de forma rápida por todo o corpo e a mesma tem que ser internada às 37 semanas de gravidez.

Summer sofria de uma erupção polimórfica da gravidez, uma reação alérgica na pele associada especialmente à primeira gestação. Os médicos afirmaram que pouco havia a fazer e que os sintomas iriam desaparecer após o nascimento da criança.

“A comichão era tão intensa à noite que eu não conseguia dormir e vomitava. Só me agarrava às mãos do meu marido, Daniel. Naquela altura, eu já nem conseguia tomar banho, pois o toque da água na minha pele era demasiado doloroso”, recorda a mulher.

Quando a mulher se deslocou ao hospital, em Cleveland, Brisbane, na Austrália, garante que estava a sentir dores insuportáveis. Assim que chegou ao hospital, os médicos e especialistas ficaram à volta dela e afirmaram nunca ter visto um caso tão grave como aquele.

“Eles cuidaram de mim mas, ao mesmo tempo, ficaram todos fascinados”, acrescenta.

Quatro dias depois, a 20 de janeiro de 2012, o parto de Izaiah foi induzido. O menino nasceu de cesariana, porque a sua frequência cardíaca começou a cair durante o parto, embora isso não estivesse relacionado com a erupção cutânea.

O bebé nasceu com quase três quilogramas e meio e, após o parto, a erupção começou a desaparecer aos poucos. No dia seguinte, já praticamente não tinha nada.

A mulher não ficou amedrontada com as dificuldades da primeira gravidez. Além de Izaiah, agora com cinco anos, teve mais duas crianças – Elijah de 3 anos, e Josiah, de 1 ano.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...