Grávida pede ajuda através das redes sociais.

Jovem publicou um vídeo nas redes sociais onde pede ajuda e acusa o Hospital de Aveiro de negligência médica e falta de assistência.

Um casal residente em Águeda, Aveiro, acusa o Hospital de Aveiro de negligência médica, depois da jovem, de 24 anos de idade, perder a bebé às 40 semanas de gestão (a poucos dias do seu nascimento). A jovem mãe acusa ainda aquela unidade hospitalar de falta de assistência.

É um relato emocionante feito em primeira pessoa. Thaynah Ferreira de Souza, a jovem grávida de 40 semanas, deu entrada na unidade hospitalar de Aveiro, na passada quarta-feira, dia 20 de Novembo, com dores e fortes contrações.

A jovem ficou internada naquela unidade hospitalar e no sábado foi realizada uma nova ecografia que revelou que a bebé já se encontrava sem vida dentro do útero da mãe. A cesariana estava marcada para esta segunda-feira, dia 25.

Nas últimas duas semanas, a jovem mãe, que sofre de asma, deslocou-se cerca de dez vezes até às urgências com queixas de dores e falta de ar, acabando por ficar apenas internada na passada quarta-feira, após lhe ter sido diagnosticada uma pneumonia. Os médicos do Hospital de Aveiro terão sempre afirmado que estava tudo bem com a bebé.

Após o incidente, os pais da bebé já apresentaram uma reclamação nos serviços hospitalares e deverão avançar com uma queixa por negligência médica. O diretor clínico do Hospital, Frederico Cerveira, afirmou que os médicos tentaram primeiro salvar a vida da mãe.

A jovem de 24 anos continua internada no hospital de Aveiro, onde está também a receber ajuda psicológica. O resultado da autópsia será determinante para apurar as causas da morte da bebé.

Veja o vídeo que a jovem mãe publicou nas redes sociais: