Homem terá usado uma garrafa de álcool para provocar o incêndio.

Suspeito de ter tirado a vida à própria mãe foi detido este sábado pela Polícia Judiciária do Porto.

Maria da Conceição Penida, de 91 anos, foi encontrada sem vida por dois sobrinhos dentro da sua residência junto à cama, este sábado durante a hora de almoço, em Vila Chã, Vila do Conde.

O alerta para a ocorrência foi dado pelas 12:15 à Guarda Nacional Republicana. Assim que os militares chegaram à habitação, depararam-se com o cenário e alertaram de imediato a Polícia Judiciária. Junto à cama da vítima estava uma garrafa de álcool – usada para atear o fogo.

Vítor, o homem de 53 anos suspeito de ter tirado a vida à própria mãe, acabou detido perto de casa pouco tempo depois do alerta às autoridades. Durante a detenção, o homem não ofereceu resistência mas estava sob o efeito de álcool e medicação, o que dificultou a compreensão do seu discurso.

O filho ficou sob detenção da Polícia Judiciária e é suspeito de provocar queimaduras que levaram ao falecimento da mãe, de 91 anos. No momento da detenção, tinha na sua posse um isqueiro.

O homem vivia sozinho com a mãe na mesma habitação e era conhecido por ter problemas psiquiátricos há muito tempo. De acordo com o relato de vizinhos, era comum ele misturar álcool com a medicação que tomava.