Já incendiaram três camiões de ajuda humanitária para a Venezuela

Os primeiros três camiões que saíram da Colômbia para Ureña, em Táchira, na Venezuela, com ajuda humanitária foram incendiados pela Polícia Nacional Bolivariana, avança o jornal venezuelano El Nacional.

Um dos jornalistas deste jornal dá conta de que os transportes de bens estão a arder e que os voluntários estão a tentar recuperar alimentos e medicamentos.

Já esta tarde, os agentes da Polícia Nacional Bolivariana tinham impedido a entrada de camiões e de manifestantes na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia com gás lacrimógeneo e balas de borracha. Há registo de seis feridos.

Nicolas Maduro anunciou o corte de relações diplomáticas com a Colômbia. O Presidente venezuelano ordenou a expulsão imediata de diplomatas, referindo que têm 24 horas para abandonar o país.

A rutura de relações tem lugar depois de o ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, ter acusado os EUA e a Colômbia de violarem a Carta das Nações Unidas.

“Os Governos dos EUA e da Colômbia violaram praticamente todos os princípios e propósitos da carta da ONU. A comunidade mundial está a vê-los e não sei se a ONU vai tomar as ações correspondentes”, escreveu o governante na sua conta da rede social Twitter.

Talvez seja do seu interesse...