Já se conhece a sentença do idoso de 89 anos que matou o genro porque agredia a filha

Idoso foi agora condenado por ter tirado a vida ao genro que agredia a filha, em Torres Vedras.

Manuel Açoriano, idoso de 89 anos de idade, foi esta segunda-feira condenado a quatro anos e nove meses de prisão efetiva por ter tirado a vida ao genro. O homem é agora o recluso mais velho do país.

O idoso foi condenado por ter executado a vida ao genro o ano passado, a 6 de julho. António Veríssimo, o genro, tinha 60 anos de idade e os sogros nunca o perdoaram a violência doméstica que exercia sobre a filha do casal, levando esta a acabar com a própria vida. De acordo com a acusação, também o casal de idosos era agredido pela vítima.

Manuel Açoriano terá discutido com o genro no dia em que o crime aconteceu e avisou-o que lhe ia tirar a vida, acabando por cumprir a promessa pouco tempo depois. Sentou-se num banco à entrada de casa e esperou cerca de duas horas pelo genro com uma caçadeira na mão.

Quando viu o genro a chegar a casa, não disse nenhuma palavra e disparou duas vezes sobre ele. O homem foi atingido no peito e perdeu a vida no local. Manuel Açoriano, esperou pelas autoridades, confessou o crime e entregou-se.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...