Jovem de 15 anos está desaparecida há 2 semanas na Amadora. Mãe em completo desespero

Sofia Gil, uma jovem de 15 anos, está desaparecida desde a madrugada do dia 23 de março. Mãe encontra-se em completo desespero, pedindo o máximo de ajuda para encontrar a sua filha.

Jovem tinha completado 15 anos no dia 10 de março, poucos dias da alegada fuga. Mãe deu o alerta do desaparecimento da filha nas redes sociais, de forma a obter o máximo de ajuda possível

Sofia Gil, saiu da casa de familiares do padrasto durante a noite e desde então nunca mais foi possível estabelecer contacto com a jovem, deixando a mãe, Rosa Laranjeira, em absoluto desespero.

No entanto, esta história tem contornos muito específicos que devem ser esclarecidos. Devido ao mau comportamento de Sofia, Rosa Laranjeira pediu mediação familiar à CPCJ de Cascais, no entanto, acabou por lhe ser retirado o poder paternal e a jovem foi entregue a uma família de acolhimento e, mais tarde, institucionalizada.

Rosa lutou com todas as forças para voltar a ter a custódia da filha e acabou por conseguir recuperá-la. Para mudar de vida, decidiu ir morar para Portimão, no Algarve.

Sofia estava diferente e com comportamentos ainda mais inadequados desde a passagem pela instituição, de onde também chegou a tentar fugir inúmeras vezes.

Há um mês, Rosa Laranjeira pediu ao tribunal para promover um internamento compulsivo para tratamento da filha. As autoridades competentes ignoraram o pedido e, uma semana antes do desaparecimento, a mãe descobriu mensagens trocadas entre Sofia e um homem, alegadamente preso, que lhe dizia para ir ter consigo.

No dia 23 de março, a jovem veio com a mãe e o padrasto para a zona da Amadora, para visitar os familiares do companheiro da mãe. De madrugada, fugiu de casa e desapareceu sem deixar rasto até ao dia de hoje.

A família continua a fazer diversos apelos no Facebook e pede a quem tenha informações relevantes sobre o paradeiro de Sofia Gil que contacte as autoridades competentes.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...