Professora terá uma gravidez de risco.

Suspeita não chegou a ser detida, mas foi identificada pelas autoridades.

A mãe de um aluno terá entrado na sala de aula, na escola básica Professor Agostinho da Silva, em Marvila, Lisboa, e agredido uma docente que se encontrava a dar aulas naquele momento.

O alerta para as autoridades foi dado por volta das 11:00 desta terça-feira. A suspeita interrompeu a aula e, em frente aos alunos, agrediu a docente, de 35 anos.

Foi a própria docente quem denunciou a situação aos meios de socorro e autoridades. A vítima queixou-se aos bombeiros que a socorreram do na região abdominal, devido às agressões que sofreu.

Depois de ter sido feita uma avaliação à professora de 36 anos, foi detetado que a mesma estava grávida de cerca de seis semanas e foi referido pela mesma que se trata de uma gravidez de alto risco.

A docente não terá percebido o que motivou aquela mãe a agredir, no entanto, ao que tudo indica terá sido por causa de uma repreensão que a docente deu ao filho da alegada agressora.

Para o local foram mobilizados os Bombeiros Voluntários do Beato e a Polícia de Segurança Pública da esquadra de Olivais. A professora foi transportada para a maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, e posteriormente transferida para o Hospital São José, para realizar exames complementares.