Mãe mata dois filhos menores à pancada em Espanha

A avó das crianças, mãe da mulher acusada de ter assassinado à pancada os filhos de três anos e meio e de cinco meses, já tinha denunciado duas vezes o risco que as crianças corriam às autoridades do município de Godella, em Valência, Espanha.

As últimas diligências no âmbito da investigação à família foram realizadas pouco antes dos homicídios, que terão acontecido na noite de quarta para quinta-feira desta semana.

Os corpos de Amiel, de três anos e meio, e de Rachel, de cinco meses, foram descobertos enterrados a poucos metros da casa onde viviam ilegalmente com os pais, María Gombau e Gabriel Salvador. Apresentavam sinais de violência.

A mãe dos filhos, de 28 anos, terá sido a autora dos homicídios e o homem, que tem nacionalidade belga, é suspeito de, pelo menos, ter ajudado a esconder os crimes.

Sabe-se ainda que o casal tem problemas de toxicodependência e María já esteve a braços com a justiça por ter sido detida em 2011, durante um protesto do ‘Movimento 15-M’, contra o governo espanhol.

De acordo com as cronicas daqueles dias, quando os 15M protestaram, um pequeno grupo de pessoas exaltadas dentro do grupo dos chamados “indignados” tentou impedir a passagem de veículos e começou a mandar objetos e a protestar contra policias que guardavam o prédio do Partido Popular onde os parlamentares que iam tomar posse. A situação gerou tensão e a polícia de choque atacou os manifestantes.

Os cadáveres foram encontrados depois da mãe ter revelado às autoridades onde se encontravam, ao fim de muitas horas a ser interrogada.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...