Mãe tranca-se na casa de banho para fugir aos abusos do filho de 12 anos

Mulher assustada com toda a situação chegou a implorar às autoridades competentes para não deixarem o filho regressar a casa.

Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, admitiu ter que se trancar frequentemente na casa de banho para fugir aos ataques violentos e abusivos do filho mais velho, uma criança de 12 anos de idade que sofre de autismo. O caso ocorreu no Reino Unido.

A mãe garante que já tentou pedir ajuda aos serviços sociais britânicos, mas os seus pedidos de auxílio foram ignorados. Assim, esta garante que tem de se esconder regularmente na casa de banho com a filha mais nova, para que não sejam agredidas pela criança.

Esta situação leva a que muitas vezes a mulher seja obrigada a chamar a polícia para garantir a sua segurança. Agora, a família foi despejada, após alguns vizinhos terem reclamado com o senhorio devido à presença constante da polícia no bairro, o que conferia “mau nome” à rua.

A mulher diz-se bastante dececionada com os serviços sociais e acusaa ainda os médicos de terem detetado a doença do autismo tarde demais ao seu filho.

“Se um pai abusa de uma criança, os serviços sociais entram imediatamente em ação e colocam-nos sob cuidados de proteção, mas se a situação for inversa, são os pais que têm de aguentar (…) não sou só eu que sofro nas mãos do meu filho, a minha filha mais nova também vive atormentada”, afirmou em declarações ao jornal Mirror.

A situação tomou proporções tais que a mulher já implorou às autoridades para que não deixassem o filho menor voltar para casa. “Nessa altura recebi uma chamada dos serviços sociais a ameaçarem-me de que me prendiam caso eu não deixasse o menino regressar a casa.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...