Menino de 15 anos fica cego após um colega o atacar na escola

Um rapaz de 15 anos de idade quase que ficou cego quando um colega da escola esmurrou os óculos no seu rosto, deixando-o com ferimentos graves perto dos olhos.

Nathaniel Dryden, de Shelton Lock, Derbyshire, pode ficar com cicatrizes para a vida após o ataque, que não terá sido provocado, lhe ter deixado “totalmente coberto” de sangue.

Apenas algumas semanas antes, o jovem havia sido submetido a outro ataque aterrorizante quando foi agredido por outro bully na escola.

O ataque, que aconteceu na Merrill Academy em Derby, foi filmado e partilhado nas redes sociais.

Os pais de Nathaniel disseram que um amigo do atacante estava por trás do segundo espancamento, que o deixou a precisar de tratamento hospitalar. O seu pai, enfermeiro Mick, disse que teme que o seu filho tenha sofrido uma lesão psicológica para toda a vida.

“O primeiro ataque foi a 23 de janeiro. Um rapaz aproximou-se do meu filho e começou a dar-lhe socos várias vezes sem motivo. Disseram-nos que ele tinha ficado suspenso por um período de tempo”.

O segundo ataque aconteceu alguns dias mais tarde, em que outro rapaz se aproximou dele e esmagou-lhe os óculos contra a cara, o que causou lesões graves na cara, ficando coberto de sangue.

A princípio, ele até achou que estava a perder a vida devido a quantidade de sangue que deixava.

Merrill Academy telefonou para a polícia e Nathaniel também foi levado para o hospital.

O pai contou que o filho “Tem muita sorte por não ter ficado cego. O vidro dos óculos ficou a cerca de uma polegada do seu olho. Estou de coração partido com o que aconteceu. Nenhum pai quer ver seu filho assim. Foi muito traumático. Fiquei sem palavras. Foi um ataque maldoso.”

A minha esposa recebeu um vídeo do primeiro ataque, que foi amplamente divulgado. Ele vai sair da escola por um tempo. Acho que podemos estar a começar a procurar uma nova escola.

Paul Beedle, diretor interino da Merrill Academy, disse: “Posso confirmar que um aluno ficou ferido após um incidente isolado envolvendo outros alunos.”

“Tais incidentes são raros na escola, e este foi tratado de acordo com a política de comportamento da escola, com os pais sendo mantidos completamente informados sobre os resultados”.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...