Menino de 9 anos estrábico tira a vida a colega de 12 à paulada por lhe chamar “zarolho”

Menino de 9 anos que cometeu o crime não será punido pelo mesmo

Um menino de apenas nove anos de idade tirou a vida à paulada um outro menor, de 12, com quem brincava na rua e que a certa altura o chamou de “zarolho”. O crime foi assistido por inúmeras crianças que até momentos antes brincavam com a vítima e o agressor na Rua Seriema, no bairro Cidade Nova 2, na cidade brasileira de Jundiaí, a 90 km de São Paulo.

O menor de nove anos é estrábico e era alvo frequente de brincadeiras de mau gosto da vítima, que costumava chamá-lo também de “galo cego” e de outras formas pejorativas alusivas ao problema visual de que sofria.

Normalmente as ofensas ficavam sem resposta ou geravam apenas uma discussão entre as duas crianças, rapidamente sanada pela intervenção dos outros menores que formavam o grupo de brincadeiras da rua, mas desta feita foi diferente.

O menino de nove anos ficou profundamente irritado ao ser chamado mais uma vez de forma negativa pelo de 12, apanhou um pedaço de madeira e começou a agredir o outro. As outras crianças assistiram a tudo e o agressor desferiu repetidamente golpes com o pedaço de madeira na cabeça do menor de 12 anos, até este cair no meio da rua, já sem vida.

O autor do crime foi levado para uma esquadra da cidade mas acabou libertado e entregue à família depois de ouvido. Segundo a polícia local, como tem menos de 12 anos, idade mínima para ser levado a um juiz da infância e juventude e, se condenado, ser enviado a um reformatório, o menino não pode ser enquadrado em nenhuma medida judicial e não será punido pelo crime.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...