Mulher vítima de violência doméstica deixa carta com agradecimento emocionante à PSP

Uma vítima de violência doméstica decidiu deixar uma carta de agradecimento à Polícia de Segurança Publica pelo apoio que um dos agentes deu na altura em que denunciou os abusos que sofria.

A mensagem foi partilhada no Facebook da página oficial da Polícia de Segurança Pública.

“Exmos Senhores,

Pelo presente meio faço questão de difundir o meu agradecimento, apreço e profundo reconhecimento pelo Agente Reinaldo Fernando da Silva Rebelo, pela forma altamente competente com que realizou o seu trabalho junto de mim, vítima de violência doméstica, na Divisão Policial de Almada.

No dia 05 de dezembro de 2017, por força de circunstâncias que a tal me impuseram, dirigi-me à esquadra de Almada para efetuar uma denúncia. A medo, com vergonha, sem confiança ou qualquer tipo de crença fui recebida pelo agente supra que, graças às suas competências profissionais, foi capaz de me acolher e de me familiarizar, com o intuito de levar a cabo o seu trabalho. Formalizar a denúncia mais não foram que dois fins de tarde de angústia e de muita apreensão. Todavia, tive a sorte de receber o incentivo por parte do Agente Rebelo que me encorajou e levou a falar, fazendo-se destacar as suas qualidades de um bom ouvinte e de um bom condutor no discurso.

Que se faça saber a mais valia de haver profissionais de valor e de tão grande competência! Não fosse ele, não teria chegado onde cheguei.

Obrigado, Agente Rebelo! Jamais esquecerei o seu precioso contributo e a forma humana com que revelou saber lidar com vítimas como eu.

Desejo, com toda a franqueza, que seja sempre bem-sucedido em todas as esferas da sua vida e que, em termos profissionais, lhe seja sempre devido o respeito.

Da minha parte, restará sempre um eterno agradecimento por ter atuado como atuou e ter me ter provado que, afinal, fazer queixa é o princípio do fim e de que ainda devemos e podemos acreditar nas forças policiais, ao serviço da população. Faço votos para que continue a acolher e a orientar qualquer vítima, repetindo com elas o excelente trabalho que fez comigo. Continue a honrar a sua farda e estatuto, pois deverão ser motivo de orgulho.

Muito obrigado, Agente Rebelo! Bem haja!
Respeitosamente me subscrevo.
A. Fernandes

Almada, 28 de fevereiro de 2019″



Comentários

Talvez seja do seu interesse...