O último adeus ao piloto João Lima do helicóptero do INEM, em Viseu

Realizou-se esta quarta-feira, dia 19, o último adeus ao Piloto João Lima, que perdeu a vida na sequência da queda do helicóptero do INEM, no passado sábado, em Valongo.

Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente da República, esteve presente na homenagem de último adeus feita ao piloto, realizada no Aeródromo Municipal de Viseu.

A homenagem contou com a presença de família, amigos, colegas e ex-colegas de várias entidades com quem João Lima se cruzou em vida.

Paulo Alexandre Soares, o diretor do Aeródromo onde foram realizadas as cerimónias fúnebres, revelou aos jornalistas que o Piloto João Lima tinha como desejo ir ao espaço.

“Foi aqui que fez o primeiro voo, foi instrutor e desempenhou muitas das suas missões, tanto ao serviço da Proteção Civil como da INEM. Este aeródromo era quase uma segunda casa para ele”, relembrou o diretor.

Apesar do frio e da chuva intensa, as nuvens deram tréguas e o sol fez-se sentir levando as centenas de pessoas para junto da pista antes de seguirem para a Igreja Nova do Coração de Jesus, também em Viseu, para a missa de corpo presente, antes do desfile fúnebre para o crematório, numa cerimónia mais reservada.

O Presidente da República acompanhou e confortou pais, filhos e restantes familiares do comandante e marcou presença em todas as cerimónias realizadas em Viseu que contaram com a presença de várias corporações de bombeiros, elementos do INEM, dos Grupos de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR e dos Bombeiros Especiais, Canarinhos, que fizeram a escolta ao corpo do comandante durante a cerimónia religiosa.

Numa igreja pequena para todos os que quiseram prestar a última homenagem a João Lima, ouviram-se palmas quando o carro funerário saiu rumo ao cemitério novo de Viseu, onde, numa cerimónia privada, o piloto foi cremado, como era seu desejo.

Talvez seja do seu interesse...