“Os meus dois anjos estão no céu…” Avó de Julen deixa mensagem emocionante

A história de Julen comoveu milhares de pessoas pelo mundo inteiro. Mais de 300 pessoas estiveram envolvidas no resgate do pequeno rapaz, durante 12 dias.

Julen, o menino que caiu no poço no dia 13 de Janeiro, apenas foi resgatado do poço em que caiu no último sábado.

A autópsia revelou que Julen terá caído de pé, e que sofreu um «traumatismo cranioencefálico grave», que terá sido a razão pela qual perdeu a vida logo no dia do acidente.

Após várias homenagens, a avó recorreu às redes sociais para deixar uma mensagem emocionada dedicada ao pequeno Julen.

“Tenho três netos. Os meus dois anjos estão no céu, o meu Oliver e o meu Julen. Oliver, cuida do teu irmão Julen… Meu menino adorado, descansa em paz… Com muita raiva e dor, terei saudades vossas a vida inteira. Cuidem da prima Martina… Amo-vos…”, escreveu a mulher.

A Guardia Civil vai pedir a acusação do proprietário do terreno, o tio de Julen, onde o poço foi feito, e também de António Sánchez, responsável pela perfuração ilegal naquela zona.

Os dois homens podem ser acusados de homicídio por negligência. Se vier a ser provado o crime, pode levá-los a uma pena de até quatro anos de prisão segundo avança o El Mundo.

Relembre-se que o resgate aconteceu às 01h25 local, 00h25 em Portugal continental, tendo sido ativada a Comissão Judicial. Antes do resgate, houve a necessidade de uma quarta micro-explosão para abrir caminho na rocha muito dura que voltou a atrasar os trabalhos dos mineiros, numa fase em que o túnel estava apenas a 55 centímetros de chegar ao poço onde o menor de dois anos caiu.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...