Pastor espanca e estrangula ex-namorada até lhe tirar a vida e deixa corpo na banheira

Heila Lopes foi a 14.ª vítima a perder a vida devido à violência doméstica este ano no nosso país. Crime aconteceu na cidade de Torres Vedras.

Vítima de 44 anos era atormentada pelo ex-namorado desde os últimos seis meses. Heila Lopes, nascida no Brasil, naturalizada portuguesa e a morar há cerca de vinte anos em Torres Vedras, acabou a relação com o seu ex-companheiro devido às várias agressões e ameaças por parte do mesmo.

O fim da relação do casal acentuou a fúria do agressor de 54 anos, que acabou por se tornar fatal para a mulher de 44.

Segundo fonte da PSP, o ex-companheiro terá espancado e estrangulado Heila Lopes durante a madrugada do passado sábado. Após o crime o mesmo terá fugido do local.

A vítima tinha um filho de 20 anos e uma filha de 14. Terá sido a filha que a encontrou, já sem vida, depois de uma amiga da mulher ter dado o alerta.

Heila foi encontrada dentro da banheira, na própria residência. Depois do homicídio, o homem que já tinha antecedentes por violência doméstica, fugiu para a sua casa, na freguesia de Ventosa, também pertencente ao concelho de Torres Vedras.

O crime terá acontecido cerca das 04:30, mas a PSP só foi chamada ao local por volta das 06:45. A autópsia deverá ser feita na próxima segunda-feira e será a perícia médica legal que confirmará a causa do falecimento.

Quando confrontado com a polícia, o homem não apresentou resistência e foi transportado para o Posto territorial da GNR de Torres Vedras.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...