Perdeu a vida a menina de Guimarães após a queda junto à Torre Eiffel

Uma menina de apenas 5 anos, emigrante em França com a sua família, e com raízes na freguesia de Sande São Lourenço, em Guimarães, entrou em morte cerebral após uma queda num muro perto da Torre Eiffel, no sábado passado, a 2 de fevereiro.

A menina estava a tirar uma fotografia, e colocou a mão mal no muro na Praça de Trocadéro, o que a desequilibrou e a fez cair.

A gravidade dos ferimentos resultantes da queda colocou a menina em morte cerebral, ficando dependendo de máquinas para sobreviver durante estes últimos dias.

Um primo da mãe confirmou entretanto ao Jornal de Notícias que as máquinas foram desligada esta terça-feira, e que o corpo será transladado para a cidade de Guimarães, onde se realizarão as cerimónias fúnebres.

Os pais, ambos na casa dos 30 anos, tinham emigrado há poucos anos para Paris.

Toda a família da menina vem do concelho de Guimarães. O caso está a abalar em concreto a pequena aldeia de Sande São Lourenço, onde a família de emigrantes pertence.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...