Polícia português morre com arma de serviço

Agente da PSP do Porto, de 34 anos, pôs termo à vida na sexta-feira. 

Um agente da PSP do Porto, de 34 anos, pôs termo à vida na sexta-feira, com a arma de serviço, na garagem da casa onde vivia, em Rio Tinto, Gondomar.

“Há quatro anos começou a ser acompanhado por um psicólogo e foi-lhe retirada a arma de serviço na altura. Depois, como apresentou melhorias, a arma foi-lhe devolvida pela PSP. Nada fazia prever este desfecho”, lamentou este sábado ao CM Paulo Rodrigues, presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia.

O agente da PSP, acabou por falecer no próprio local e o seu corpo foi encontrado algum tempo depois.

Não há mais informações sobre o caso.

Descanse em paz companheiro!

Fonte: CM

Comentários

You may also like...