“Que se faça à vida, não vou pagar a multa”, diz pai ao filho detido em Vigo com excesso de álcool no sangue

Um pai português foi telefonado pela Guardia Civil após o filho ser impedido de conduzir devido a excesso de álcool no sangue, nas primeiras horas de 2019.

O pai terá respondido à polícia “Deixem-no sem carro e ele que se faça à vida. Eu não vou pagar a multa”; uma multa que chegava aos 500 euros. “Não vou mexer um dedo para o tirar daí” afirmou o pai.

Segundo o jornal infobae, o pai autorizou ao reboque do carro, um Mercedes classe S, que o filho usou para viajar de Norte de Portugal até Vigo, onde passou a passagem de ano.

A imprensa espanhola revela que o português encontrava-se em Mos, próximo de Vigo, quando foi mandado parar pela Guardia Civil numa operação Stop.

Devido ao excesso de álcool, foi multado com 500 euros, e como se tratava de um individuo residente fora de Espanha, deveria pagar a multa no sítio onde foi multado, sendo que o jovem apenas poderia voltar para casa quando a multa tivesse paga.

Só algumas horas mais tarde é que o pai se dirigiu ao encontro do filho, para ‘ajustar contas’ e pagar a multa.

Talvez seja do seu interesse...