Relatório da autópsia revela que Julen sofreu um traumatismo grave na cabeça

O corpo do menino foi autopsiado durante este sábado e apresentava um grave traumatismo na cabeça.

De acordo com o relatório preliminar da autópsia, foi revelado que Julen sofreu um “traumatismo canioencefálico grave”, como conta o El Mundo.

De acordo com a imprensa espanhola, não se sabe se o golpe presente na cabeça do menino é resultante da queda de cerca de 71 metros ou se foi feito antes do incidente que ocorreu a dia 13 de janeiro.

Julen foi encontrado, durante os primeiros minutos da madrugada deste sábado, por dois mineiros e um membro da Guardia Civil dentro do poço onde caiu há cerca de duas semanas.

O menino terá caído de pé no poço de cerca de 25 centímetros de diâmetro e parou aos 71 metros de profundidade. Caíram várias pedras e terra sobre o menino, o que poderá ter provocado o traumatismo. Quando foi encontrado, Julen tinha ainda os braços para cima, o que pode revelar que o mesmo se estaria a proteger da queda de pedras.

Os resultados da autópsia vão seguir para tribunal para ser realizada a devida investigação.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...