Resgate de Julen – Equipa avança com más notícias no resgate do menino

As obras das equipas de resgate em Totalán ainda não podem parar para chegar ao pequeno Julen. 

Novas complicações apareceram nesta segunda-feira e irão atrasar o resgate por provavelmente mais 24 horas.

A presença de rochas muito duras está a atrasar todo o processo e durante a manhã de segunda, apenas um metro foi avançado na perfuração do túnel. 

Atualmente, o túnel paralelo já tem 53 metros de profundidade, quando precisaria de ter 60 para terminá-lo. Durante toda a manhã, a máquina perfuradora também precisou de parar para o trabalho de manutenção.

Na serra de Totalán, os quase 300 membros da operação de resgate empreendem uma luta gigantesca contra a montanha. Os geólogos descobriram no sábado que a quatro metros de profundidade, o solo endurecia até 200 vezes mais do que na superfície, sendo que isto alterou a localização da escavação para o lado oposto da cratera.

A perfuração começou no sábado às 13h45 e no início correu melhor que esperado, chegando a escavar 4 metros por hora, no entanto, aos 22 metros de profundidade, começaram as complicações: “Passámos de uma área difícil, para outro ainda mais difícil » revela Angel Garcia Vidal, que é o representante em Málaga da Faculdade de Engenharia Civil e coordenador da equipa que assessora a Guardia Civil. “A dureza do terreno é medida de 0 a 9. Nós tivemos vários trechos de 8”, terminou.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...