Resgate de Julen – Nova descoberta dá esperanças ao menino que caiu no poço

O Georadar que também foi utilizado no resgate dos 33 chilenos que estiveram soterrados mais de um mês, em 2010, encontra espaço oco existente a 15 metros abaixo do ‘tampão’, onde está Julen.

Trata-se do mesmo dispositivo utilizado no resgate dos 33 chilenos que, em 2010, após um acidente na mina de San José, ficaram mais de um mês soterrados a 688 metros de profundidade.

Segundo os peritos, este espaço é suficiente para que o menino de dois anos possa ser encontrado ainda com vida.

Cinco dias após da queda da criança, prevê-se que se iniciem, nas próximas horas, a perfuração do túnel vertical que se irá ligar ao para tentar resgatar a criança.

As autoridades responsáveis pelas escavações para resgatar Julen Jimenez, o bebé de dois anos preso num túnel profundo e estreito em Málaga, dizem que devem chegar até à criança dentro de 15 horas, quando forem 10h em Portugal Continental. “Em condições normais de perfuração, podemos chegar a Julen em 15 horas, a menos que encontremos este material extremamente duro novamente”, afirmou Ángel García Vidal, coordenador das operações de busca e resgate.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...