Resgate de Julen – Erro de cálculo obriga a perfurar túnel novamente e vai atrasar o resgate

O resgate de Julen , o menino que caiu num poço em Totalá, teve novamente complicações na reta final. As equipas de resgate concluíram a escavação do túnel vertical, paralelo ao poço onde Julen caiu no há 10 dias.

De acordo com a Vice-Provincial Consórcio de Málaga, Francisco Delgado, surgiram mais problemas com o túnel paralelo construído para encontrar a criança, o que poderá atrasar o resgate da criança até quarta-feira.

Durante toda a noite foi trabalhado sem descanso para finalizar a escavação do túnel paralelo.

No entanto, após a perfuração de 60 metros ter sido concluída, novas dificuldades técnicas foram encontradas no processo titânico para alcançar Julen.

Um problemas para encaixar a cápsula da janela de onde os oito especialistas da Hunosa Mining Rescue Brigade começarão a escavar horizontalmente obrigará a escavar um novo buraco, um problema que, segundo eles, atrasará o resgate em 24 horas.

As dificuldades surgiram nas últimas secções do tubo. Segundo fonte da equipa, estão a ser analisadas “soluções imediatas”. Primeiro, inserir uma câmara para ver a complicação existente, enquanto preventivamente estão a ser procurados todos os meios necessários em caso de existir um outro problema a resolver rapidamente.

Várias opções foram consideradas para remediar a situação e optou-se pelo mais seguro: o buraco paralelo ao poço vai ser preenchido com o solo fino e re-perfurado com um ligeiro maior espessamento. A manobra já começou. Embora não seja possível para dar uma estimativa de tempo, estima-se que os mineiros vão levar cerca de 24 horas para cavar 4 metros de Julen quando começarem.

Santiago Suarez, ex-chefe da Mineração Resgate da Brigada de Hunosa deslocados a Totalán, explicou que a equipa de 8 pessoas que são responsáveis por fazer os metros finais do túnel horizontal (4 metros), terá que trabalhar de joelhos ou deitado em turnos entre 40 minutos a uma hora para localizar a criança.

“Eles trabalharão a uma certa distância do solo, a fim de deixá-lo como uma caldeira para remover os escombros que estão a produzir”. Quando a galeria atingir 1 ou 2 metros, eles movem a gaiola para cima.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...