Rosa Grilo envia nova carta a Moita Flores onde ataca a PJ

A viúva continua sem dar atenção ao facto do seu ex-marido ter sido assassinado, e nem sequer refere esse facto uma única vez na sua nova carta.

A nova carta, escrita também a partir da cadeia de Tires, tem como destinatário Francisco Moita Flores e foi publicada na TV Guia. Nesta carta, Rosa Grilo refere várias vezes o filho, e continua a ignorar o seu marido falecido, Luís Miguel Grilo.

Rosa Grilo atacou novamente a Polícia Judiciária com base na experiência vivida do seu filho: “O que pretendia saber era: num mandado de captura perfeitamente legal com as tais boas práticas e preocupações das autoridades, se é recorrente insultarem os filhos ou insultaram os pais à frente dos filhos”.

Rosa Grilo diz que quando os agentes da PJ chegaram à sua casa no dia 26 para detê-la, foi insultada: “Foi lamentável que o meu filho tivesse que ouvir os inspetores a gritarem comigo, a insultarem-me, com apenas conversas (…) que em nada podem contribuir para a consolidação do processo-crime”

Mesmo o filho agora não ter pai, muito provavelmente por sua culpa, Rosa Grilo diz que “A minha preocupação não é outra que não o meu filho, assim se vê que não me conhece de lado nenhum.”

A viúva está ainda presa na prisão de Tires. O seu amante também continua em prisão suspeito de ser coautor no homicídio a tiro de Luís Miguel Grilo.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...