‘Superfungo’ mortal deixa Portugal em alerta

Identificado pela primeira vez no ouvido de uma mulher japonesa em 2009, o Candida Auris é um fungo emergente de difícil diagnóstico que se tem espalhado pelo mundo.

É resistente a praticamente todos os medicamentos existentes e passou a ser classificado como um “superfungo”. Sem uma análise especializada, pode ser confundido com vários outros tipos comuns.

Candida auris atinge a corrente sanguínea e mata até 72% dos doentes. Hospitais estão preparados e à espera do fungo.

Portugal está em alerta e vários casos suspeitos foram já analisados.

Até agora, todos os resultados foram negativos, mas o fungo é esperado a qualquer momento.

Este microrganismo pertence à família da comum candida, que está por exemplo na origem de uma infeção ginecológica, mas é resistente à grande maioria das armas terapêuticas.

A infeção espalha-se pelo sangue e os tratamentos disponíveis falham.
Fluconazol, o fármaco mais utilizado contra estirpes do fungo nada faz, sendo que este fungo é também já capaz de resistir a duas ou mais classes de antifúngicos.



Talvez seja do seu interesse...