Telemóvel do artista Zé do Pipo deu sinal

Telemóvel pessoal do artista Nuno Batista deu sinal oito horas depois de ter sido dado o alerta para o seu desaparecimento.

O artista terá saído de casa pelas 14:00 e duas horas depois, Celeste, a sua esposa começou a estranhar o faco de ele estar a demorar tanto tempo para regressar a casa. Celeste ligou para o telemóvel do marido mas estava desligado. A partir desse momento, a família começou à procura de Nuno Batista. Começaram pela Vila de Óbidos, onde residia, e depois deslocaram-se até Peniche, na zona onde os pais moram.

Carlos Batista, o pai do cantor Zé do Pipo, angustiado com o desaparecimento do filho, foi até à praia do Porto da Areia Sul por volta das 20:50, durante essa noite, e garante que não estava lá o carro de Nuno Batista.

Descontente com toda a situação, o pai não desiste e continua as buscas pelo filho durante a madrugada. O telemóvel de Zé do Pipo esteve sempre desligado, até que oito horas depois da mulher ter dado o alerta para o seu desaparecimento, por volta da meia-noite, o telemóvel dá sinal e fica ativo. Nesse momento, a família ficou com grandes esperanças de encontrar Nuno Batista, pois alguém teve de ativar o aparelho. Após o primeiro sinal do telemóvel do arista, foram enviadas várias mensagens para o mesmo, mas sem resposta.

No dia 6 de novembro, quando surgiam os primeiros raios de sol, o pai de Nuno Batista voltou à praia onde tinha estado na noite anterior e para seu espanto repara que o carro do seu filho estava lá.

O pai e a restante família de Nuno batista não encontram explicação para o que terá acontecido com o artista. Desde o alerta do seu desaparecimento até à meia noite desse dia fica a incógnita do que se terá passado com ele.



Comentários

Talvez seja do seu interesse...