Tempestade extrema na Península Ibérica deixa Espanha em alerta vermelho

Segundo a Agência de Meteorologia espanhola (Aemet), duas tempestades sobre a Península Ibérica, uma do Mediterrâneo, e outra do atlântico, colocam em alerta 18 províncias por causa de chuvas intensas e persistentes. 

Esta pode ser a pior gota fria a atingir o país desde outubro de 2008. Estes avisos chegam quatro dias depois de uma tromba de água ter tirado a vida a 13 pessoas nas ilhas Baleares e do norte de Espanha ter sido atingida pela tempestade tropical Leslie que também passou por Portugal.

Este fenómeno de gota fria, também chamada de “depressão isolada em níveis isolados” ocorre quando uma massa de ar polar frio e seca choca com outra quente e mais húmida do Mediterrâneo. O choque normalmente ocorre em grandes altitudes, entre cinco e nove quilómetros na atmosfera, e é um fenómeno comum, no entanto, desta vez foi lançado um aviso especial, pois a gota irá manter-se pelo menos até domingo, e a cada 12 horas podem cair 180 litros de água por metro quadrado nalgumas zonas.

A comunidade valenciana foi colocada em alerta vermelho (risco extremo), em Castellón, por cause do risco elevado de precipitação intensa, sendo que o valor acumulado pode chegar a mais 180 litros por metro quadrado em 12 horas nesta zona.

Toda a Andaluzia está também em alerta, tirando Jaén, devido às chuvas intensas que se prevêem na província de Granada e Málaga, que estão em alerta laranja.

Na Catalunha também está previsto uma queda intensa de precipitação, sendo que a Aemet elevou para aviso laranja em Gerona e Tarragona, por chuvas até 100 litros em 12 horas nas zonas dos Pirenéus.

Comentários

Talvez seja do seu interesse...