O cabo Jorge Gomes pertencia ao Destacamento de Trânsito do Porto e teria 29 anos, foi a primeira vítima mortal deste acidente.

No facebook, a página “Os anjos das Policias Portuguesas” deixou uma mensagem a lamentar a morte do agente.

“Lamentamos a perda de mais um camarada da GNR – Cabo Jorge Gomes, na sequência de um infeliz acidente em Paços de Ferreira.
As nossas condolências aos seus familiares e amigos.
Queremos igualmente endereçar as rápidas melhoras aos que ficaram feridos no mesmo acidente.”

Miguel Sousa, motorista do reboque, natural de Paços de Ferreira, foi a segunda vítima mortal do violento acidente que aconteceu no passado dia 18, na A42.

Miguel encontrava-se no local devido a um acidente anterior, e acabou por ser atingido pelo despiste. Ainda foi transportado para o Hospital Padre Américo, em Penafiel, mas acabou por falecer durante o caminho.

A empresa de reboques para a qual trabalha, “Reboques Ribas” deixou uma mensagem de pesar na sua página de facebook.

“Infelizmente o nosso funcionário Miguel Arcanjo Lage de Sousa não resistiu aos ferimentos. Apresentamos as nossas condolências à família, amigos e colegas. Sentidas condolências às famílias das restantes vítimas mortais provenientes deste acidente rodoviário”

A terceira vítima mortal foi uma jovem de 16 anos que seguia com amigos na viatura que se despistou.

Vânia Ribeiro, tinha 16 anos, e morreu no local após o acidente. A jovem vivia em Duas Igrejas, como o militar da GNR, Jorge Gomes.